Opeth- Porcelain Heart



Reclusa, retomo sempre e sempre reinvento o meu nada absoluto, a partir de mim própria, o que de mim oculto.

In culto, per Maria Teresa Horta

Ao nosso ósculo desatinado A. per Naiade

Comentários

  1. Tens aqui um blog bem interessante. Acho é que devias escrever mais, da tua lavra, bem entendido.

    Beijinho amigo.


    P. S. Grande música, claro.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Vintage é sim, senhor(a), um objeto de desejo

LA, LA, Harp LAND

Ruby and Bury / Till Human voices wake us,and we drown.