Opeth- Porcelain Heart



Reclusa, retomo sempre e sempre reinvento o meu nada absoluto, a partir de mim própria, o que de mim oculto.

In culto, per Maria Teresa Horta

Ao nosso ósculo desatinado A. per Naiade

Comentários

  1. Tens aqui um blog bem interessante. Acho é que devias escrever mais, da tua lavra, bem entendido.

    Beijinho amigo.


    P. S. Grande música, claro.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

LA, LA, Harp LAND

Ruby and Bury / Till Human voices wake us,and we drown.

Juan del Encina "Vuestros amores e señora"